In the end it's all nice

quarta-feira, março 15, 2006

Enganos e desenganos

Tinha a ideia que ideia se escrevia idéia.

9 Comments:

Blogger O Puto said...

Como palavra grave que é, não é acentuada.

7:25 da tarde, março 15, 2006

 
Anonymous Colgate said...

Brasileirismos... :)

10:04 da tarde, março 15, 2006

 
Blogger Zorn John said...

E bébé diz que parece que afinal se escreve bebé...

7:16 da tarde, março 16, 2006

 
Anonymous Colgate said...

É verdade... nenhuma palavra portuguesa leva mais do que 1 acento. Edite Estrela dixit...

10:14 da tarde, março 16, 2006

 
Anonymous b. said...

Excepto palavras como órgão...

10:02 da manhã, março 17, 2006

 
Blogger Zorn John said...

óbrigádo!

3:01 da tarde, março 17, 2006

 
Anonymous colgate said...

Lamento, mas o til (~) não é considerado um acento ortográfico.
«(...) alguns gramáticos completam a regra dizendo que o til não é um acento gráfico, mas um sinal gráfico de nasalação.» (in http://ciberduvidas.sapo.pt)

6:23 da tarde, março 17, 2006

 
Anonymous b. said...

"Quando [acentos ortográficos] coexistem com o til, este sinal ortográfico funciona unicamente como sinal de nasalação". (in http://ciberduvidas.sapo.pt)
Certíssimo.
Mas o til é um acento ortográfico.

9:54 da manhã, março 21, 2006

 
Anonymous colgate said...

«Não existem palavras com mais de um acento gráfico. O til (~) não é considerado como acento gráfico logo é possível haver palavras como por exemplo órfã.»
in Regras Fundamentais de acentuação gráfica da Língua Portuguesa - para Cientistas e Eengenheiros, por Francisco A. Taveira Branco Nunes Monteiro

Ou ainda
«O til não é um acento gráfico, porque não indica determinado acento tónico nem secundário. Apenas indica a nasalidade duma vogal ou dum ditongo: rã, órfã, órfão. O que se pode dizer é que, nalgumas palavras, tem valor de acento: rã, maçã, mãe, leão, etc. Mas uma coisa é ter valor de acento; outra coisa é ser um acento.»

Cf. Ciclo Língua Portuguesa na SLP

in palestra na SLP, no âmbito do Ciclo Língua Portuguesa, por um professor de Português; consultor e membro do Conselho Consultivo do Ciberdúvidas da Língua Portuguesa.

9:32 da tarde, março 24, 2006

 

Enviar um comentário

<< Home

 
online